quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Novo em folha

Recentemente, o SESC de São José dos Campos reabriu logo após realizar uma reforma e, na semana passada, ocorreu um show com o cantor e compositor Roberto Frejat. O show foi muito bom.

Ao chegar lá, descobri que não havia lugar especial para deficientes, mas o problema foi logo resolvido: eu e o meu amigo Fábio (que também é cadeirante, leitor deste blog e que me sugeriu que eu escrevesse este post) ficamos numa espécie de ´´varandinha´´, que fica localizada na parte de cima do ginásio do SESC. O lugar escolhido para nós, ao meu ver, foi bom, pois deu para nós termos uma boa visão do palco, sem contar que era mais seguro permanecer ali. Outro ponto que quero destacar também são os funcionários do SESC, que foram muito solícitos comigo e me auxiliaram em alguns momentos.

Mas pelo pouco que pude ver da nova sede da instituição, percebi que ela é acessível aos portadores de deficiência: possui elevador, rampas, etc.

Mudando um pouco de assunto, vocês já devem ter visto aqui no blog que eu gosto muito de dois compositores que, juntos, compuseram grandes músicas para o rock nacional que são conhecidas até hoje. Trata-se de Cazuza e Frejat. Por isso, fiz questão de ir ao show do Roberto Frejat. E foi muito bom. Logo após o show, tive a oportunidade de tirar uma foto ao lado dele e que está logo abaixo (sim, eu vou dar as caras). Frejat foi muito simpático não só comigo, mas com todos que o aguardavam para tirar uma foto.





Mudando mais uma vez de assunto (última vez, juro), em janeiro serei submetido à uma cirurgia na coluna. Então eu não sei por quanto ficarei sem atualizar o blog, mas tentarei dar sinais de vida assim quando for possível.

Por isso, quero desejar a vocês, leitores deste blog, um feliz Natal e um ótimo 2009, e que, no ano que vem, nós possamos continuar juntos.

Abraço a todos.

6 comentários:

Fábio disse...

E ae Rodrigo!!

Ficou muito bom o post, como sempre vc escrevendo super bem!!

Acho que depois da reforma o SESC voltou com tudo e ano que vem muitos shows ocorrerão, entre outros eventos!!

Boa sorte lá na cirurgia, vai dar tudo certo!!

Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo para vc, para o blog e para todos os leitores que comentaram ou que visitam seu blog!!

Tudo de bom!

Abraço

Jairo disse...

Rodrigão, primeiro, muito boa sorte na sua cirurgia! Segundo, acho que quando há gente disposta a ajudar, as coisas ficam mais fáceis pra gente, não é? De qquer forma, acho que o Sesc precisa providenciar com urgencia a acessibilidade correta. Do mais, um ótimo 2009 pra vc, meu camarada. Um grande abraço

EVANDRO disse...

Fala Rodrigão, feliz ano novo!
Que Deus esteja com vc já que vai pra funelaria,rsrsrsrs.
Boa Sorte e nos mande notícias...

Getulio Rodoli disse...

Rodrigo,
primeiro queria falar que me agradou muito o título "Rodas Antenadas", uma vez que ao meu ver tirou aquele sentido de limitação que as rodas da cadeira fornecem para significar acesso facilitado, por meio de cultura, informação e saber os quais permitem aos deficientes com cognição perfeita interagir com esse essa grande tribo global.
Admirou-me muito o seu pró-ativismo(com ou sem hífen eu não sei mais graças ao Novo Acordo Ortográfico dos Países de Língua Portuguesa) em debater abertamente na rede sobre a deficiência física. Você com a inteligência e cognição perfeita que sei que tem é capaz de levantar diversas discussões e bandeiras, ainda mais sendo uma pessoa com oportunidade de estar no nível superior, tendo a cada crescimento intelectual, mais responsabilidade por falar em nome dos que não podem muitas vezes seguir se instruindo(e me refiro não só a formação clássica de faculdade mas também a intelectual caseira e que parte do interesse individual de cada um).
Vislumbro também o exemplo de vida social e bem estar intrínseco, o qual você transmite, pois frequenta shows musicais, cinemas, baladas, sempre com bom humor, nunca se martizando ou praguejando contra o mundo nesses vinte anos de convivência testemunhados por mim.
Em tempos de crise e obamismos(a sociedade sempre precisa de uma panacéia nos momentos críticos), minha dica vai para você se informar sobre o "Cloud Computing"('googla" o termo) que é a tendência na relação nossa com os computadores(tão importantes para dar voz a todos de maneira mais democrática) e o filme "Milk" do Gus Van Sant que fala de discriminação na sociedade(no caso opção sexual) e promete dar o que falar.
O Drummond disse:"Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar", afinal todos nós temos nosso medos, limitações, qualidades e talentos. E graças a diferença vamos na convivência amadurecendo, abrindos perspectivas novas, vendo o cotidiano com novos pontos de vista, tentando construir assim algo que valha a pena.

Getulio Rodoli

getuliorodoli disse...

Rodrigo,
primeiro queria falar que me agradou muito o título "Rodas Antenadas", uma vez que ao meu ver tirou aquele sentido de limitação que as rodas da cadeira fornecem para significar acesso facilitado, por meio de cultura, informação e saber os quais permitem aos deficientes com cognição perfeita interagir com esse essa grande tribo global.
Admirou-me muito o seu pró-ativismo(com ou sem hífen eu não sei mais graças ao Novo Acordo Ortográfico dos Países de Língua Portuguesa) em debater abertamente na rede sobre a deficiência física. Você com a inteligência e cognição perfeita que sei que tem é capaz de levantar diversas discussões e bandeiras, ainda mais sendo uma pessoa com oportunidade de estar no nível superior, tendo a cada crescimento intelectual, mais responsabilidade por falar em nome dos que não podem muitas vezes seguir se instruindo(e me refiro não só a formação clássica de faculdade mas também a intelectual caseira e que parte do interesse individual de cada um).
Vislumbro também o exemplo de vida social e bem estar intrínseco, o qual você transmite, pois frequenta shows musicais, cinemas, baladas, sempre com bom humor, nunca se martizando ou praguejando contra o mundo nesses vinte anos de convivência testemunhados por mim.
Em tempos de crise e “obamismos”(a sociedade sempre precisa de uma panacéia nos momentos críticos), minha dica vai para você se informar sobre o "Cloud Computing"(“googla” o termo) que é a tendência na relação nossa com os computadores(tão importantes para dar voz a todos de maneira mais democrática) e o filme "Milk" do Gus Van Sant que fala de discriminação na sociedade(no caso opção sexual) e promete dar o que falar.
O Drummond disse:"Ninguém é igual a ninguém. Todo o ser humano é um estranho ímpar", afinal todos nós temos nosso medos, limitações, qualidades e talentos. E graças as diferenças vamos na convivência amadurecendo, abrindo perspectivas novas, vendo o cotidiano com novos pontos de vista, tentando construir assim algo que valha a pena.

Getulio Rodoli

Mariana Fulfaro disse...

Olá, Rodrigo!

Na escola de comunicação da USP, um aluno com deficiência física precisou entrar na justiça para que construíssem um elevador. Isso porque lá tem o programa "USP Legal" - teoricamente de inclusão...

Se alguém quiser ler a matéria sobra a história do aluno:

http://aprendiz.uol.com.br/content/spufriphit.mmp

Abraço!