segunda-feira, 2 de maio de 2011

"Bin Laden is dead": vitória ou o início de um outro problema?



Ontem, por volta da 1h da madrugada, estava assistindo ao "De Frente Com Gabi". Como o programa havia ido para o intervalo, resolvo mudar de canal. Mudo para a Globo News, esperando ver a reprise do "Fantástico", quando me deparo com a imagem de uma multidão gritando, festejando, agitando as bandeiras dos Estados Unidos. Embaixo da imagem, estava escrito no GC (Gerador de Caracteres)"Americanos comemoram morte de Bin Laden em frente à Casa Branca".

Ainda meio sem saber como havia acontecido a morte do terrorista mais procurado do mundo, resolvo mudar para a Rede Globo, suspeitando que, devido a importância da notícia, o temido plantão global seria exibido a qualquer momento. Dito e feito. Logo de cara, me deparo com o pronunciamento do presidente Barack Obama confirmando a informação: Bin Laden, o terrorista apontado como o mentor dos ataques de 11 de setembro de 2001, foi morto por militares americanos no Paquistão.

De imediato, começou-se a falar sobre a vitória dos EUA sobre o terror. Mas é impossível não se fazer algumas perguntas diante deste fato: os EUA realmente venceram a guerra contra o terror? Por que a foto de Bin Laden morto ainda não foi divulgada?

Mas a principal pergunta é a seguinte: há o risco de uma represália por parte da Al-Qaeda, organização da qual Bin Laden era líder? A CIA - Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos - já declarou que sim. Por causa disso, pode ser que a solução de um problema - o assassinato de Bin Laden - tenha dado início a um outro problema: o do constante sentimento de insegurança por parte dos americanos. Além disso, parte da imprensa trata como indefinida a situação comercial entre EUA e oriente médio. É esperar para ver.

2 comentários:

Getulio Rodoli disse...

Tah escrevendo bem hein primo? Gostei muito. Abração!

Rodrigo Almeida disse...

Obrigado, primo! Abração!