quinta-feira, 28 de abril de 2011

Falta música na TV!



Ontem vi que a estreia do programa "Chico & Caetano", exibido pela Rede Globo, completou 25 anos. Na epóca, eu ainda não havia nascido, mas pude ver em diversos vídeos que se tratava de um bom programa, que priorizava a música.

Diante deste fato, parei para refletir. Pensei em como a música tem perdido espaço na TV com o passar do tempo. Antigos programas que respiravam música, como o "Mixto Quente", também exibido pela emissora dos Marinho, e os diversos especiais protagonizado por cantores e bandas em diversos canais, se tornaram extintos.

Para exemplificar, vou usar um cantor do qual gosto: Ney Matogrosso. No começo dos anos 80, a Rede Globo transmitiu um especial integral com Ney, intitulado "Ney de Souza Pereira". No final da mesma década, a extinta Rede Manchete também exibiu um especial. Ambos, pelo que pude pesquisar, mostraram shows do ex-vocalista dos Secos & Molhados, ou seja, possuíam uma boa quantidade de música.

Agora vamos pular para os anos 2000. Ney foi ao programa "Domingão do Faustão" lançar o seu CD "Inclassificáveis". Como curto o trabalho de Ney, aguardei pacientemente por sua apresentação. E, para minha frustração, o cantor adentra o palco do programa aos 45 minutos do segundo tempo e canta uma música e meia! Meia porque o tempo do programa havia se esgotado e era preciso ceder espaço à atração seguinte.

Mas tal característica não se aplica apenas à TV aberta. Alguns canais à cabo, que eram essencialmente musicais em seu começo, como a MTV e o Multishow, agora também dão prioridade ao entretenimento em sua programação e estão apostando em programas de humor.

Não estou afirmando que é errado dar espaço ao entretenimento. Mas a música precisa ter mais espaço na TV. Além de proporcionar belos espetáculos, a música é capaz de alegrar e conscientizar. Sinto falta de bons musicais na TV que priorizem a música. Quem sabe não surja um novo "Chico & Caetano" por aí...

Nenhum comentário: